Como fazer um e-book

DSC01153

(LANÇAMENTO LIVRO “DESVENDANDO O AMOR – A REVOLUÇÃO DOS RELACIONAMENTOS” – Para comprar, basta clicar na foto à esquerda. Se quiser obter informações a repeito do livro, clique na página A, abaixo dela; se quiser informações sobre o procedimento da compra, clique na página B, ou veja dois Posts Anteriores. )

Olá, pessoal!

Ao explicar via e-mail a uma amiga sobre como fiz meu e-book, realizei a vontade que tinha desde a época de produção do mesmo: facilitar a vida de quem quer transformar seus livros! Talvez haja modos ainda mais eficientes de concluir a “missão”, mas descreverei aqui como consegui converter o meu, dentro da minha gama de conhecimento – e do que me foi chegado em pesquisas.

Primeiramente, com a obra finalizada, se você pretende que uma editora avalie seu original, ou apenas por segurança, registre a obra na Biblioteca Nacional.

http://www.bn.br/portal/?nu_pagina=28

Mas se você quer lançar o livro sozinho, é preciso também obter um ISBN, que é para o livro o que o RG é para nós. Sem ele, nada de publicação.

http://www.isbn.bn.br/solicitacao-de-numero-isbn

Todavia, para que um ISBN seja fornecido, precisa de um editor. Pessoa Jurídica, ou Física. Portanto, apenas uma vez, você deverá fazer o cadastro de Editor na Agência de ISBN.

http://www.isbn.bn.br/cadastro-de-editor

Enquanto aguarda seu registro, formate o arquivo.

No arquivo Word, eu fui no “Arquivo”, “Configurar página” e na janela selecionei o tamanho “A5”, que é o mais próximo do tamanho do livro no formato e-pub. Depois, fui no “Inserir” e escolhi “Quebra de página”. Isso funciona assim:

Há o final do capítulo:

blá blá blá blá blá.

Meia página livre, ou uma linha, não importa. E o título do capítulo seguinte:

“Capítulo 2 – X”

Você coloca o cursor antes da primeira letra do Título (no caso, o “C”) e vai no “inserir > quebra de página”. Aparentemente, nada acontece, mas o Word fez esta separação. Se quiser cancelar, é só colocar o cursor novamente em frente ao “C” e apertar a tecla, no teclado, de voltar. Na primeira vez, ele não vai sair do lugar. Mas estará “apagando” a quebra de página. No segundo clique, o texto volta a subir,

Por isso, quando você fizer a quebra, se quiser mantê-la, não mexa mais no título.

Certamente há outro modo mais “sábio”, algum atalho no menu de opções para cancelar a quebra de página, mas eu não encontrei. Rs… Fiz tudo “no braço”.

Quando salvamos um documento, o automático do Word é salvar em “.doc”. Mas na janela, ao salvar os arquivos, podemos escolher outros formatos. Para ser reconhecido pelo conversor de Word para epub, precisamos salvar em “Rich Text”, ou “.rtf”. É só ir em “salvar como” e escolher o “Rich Text”.

Depois de feitas as formatações no Word, chega a hora de converter o arquivo para o formato eletrônico – epub. Para isso, é necessário baixar 2 programas: o conversor “Calibre” e o editor de epub, “Sigil”.

Eu fui no “Baixaki” e peguei os dois. Este é o link para o Calibre.

http://www.baixaki.com.br/download/calibre.htm

Este é o do Sigil:

http://www.baixaki.com.br/download/sigil.htm

Com o Calibre aberto (já instalado), você primeiro precisa abrir o arquivo em Word. Clique em “Adicionar Livros” e escolha seu livro ainda em formato texto. Depois, na tecla seguinte, existe “editar metadados”. São os dados inerentes ao livro que farão parte do sistema de busca: tags, isbn, editora, autor e a capa. Ou seja: dentro da loja, nos programas de busca, quando digitarmos “Camila Lopes Pigato”, ou o no do meu ISBN, ou a tag “amor”, ou “relacionamentos”, um dos resultados será o meu livro.

Depois, fechando a janela de Metadados, seu arquivo aparecerá na lista. Selecione-o e clique em “converter livros”. Nesta janela, no lado direito, aparecerão as opções. Escolha “epub”. E há a necessidade também de, no lado esquerdo, clicar em “Aparência e Compor..” e selecionar o item “Remover espaçamento entre parágrafos”. Aprendi isso no youtube…rs… Não lembro direito, mas das diversas conversões que fiz (mais ou menos dezoito!), no final cheguei à conclusão de que era necessário.

Feche esta janela, aperte “certo” e espere ele converter, o que leva menos de um minuto. No canto inferior direito aparecerá a tecla “tarefas”. Se você clicar, verá o andamento do processo. Depois, convertido, o livro continua no mesmo lugar da lista onde estava. Selecionando-o, clique em “Exibir”, para ver como ficou no formato eletrônico.

Está salvo no “Biblioteca do Calibre”, que fica dentro da pasta do programa. Quando abrir o Sigil, busque esta pasta e selecione o arquivo em epub para fazer o índice eletrônico.

Na parte superior esquerda, o segundo desenho é o ícone “abrir”. Clique e abra seu livro – o formato epub, não o de texto. Ao selecionar um livro, na parte esquerda, ele está separado por capítulos. Clique duas vezes em cada um para saber qual é. Ao reconhecer um começo de capítulo (às vezes, em capítulos muito longos, ele divide em dois aí no programa, mas no nosso livro ainda é o mesmo capítulo), prepare-se para classificar os capítulos.

Abaixo dos ícones “abrir” e os outros desenhos (rs…), há “H1”, “H2”, “H3”, etc. Isso significa a hierarquia dos capítulos. Se eu só tenho capítulos dentro do livro, todos serão H1. Mas se eu tenho 3 partes, cada um delas com seus capítulos, as partes serão H1 e os capítulos, H2.

De acordo com a sua realidade, com o cursor antes do título, clique em H1 se for o capítulo, ou a parte, etc., e faça o mesmo com todos os similares (H1 para todas as “partes”, H2 para todos os capítulos e etc.).

Agora, com todos selecionados, é só ir ao canto inferior direito e apertar a tecla “Generate table of contents). Vai abrir uma janela, e se for necessário mudar o nome dos capítulos, ali há esta opção. Ou se algo foi clicado por engano, é possível desconsiderar o item, clicando no verdinho e deixando a caixa vazia.

Pronto! O índice eletrônico está gerado. Se você voltar no calibre e abrir o livro (não lembro se o que está na lista já foi automaticamente modificado, ou se é necessário “abrir” outra vez), quando ele for visualizado, nas teclas do lado esquerdo, ao apertar “índice” (na minha versão, eram um monte de linhas azuis, mas pelo youtube vi outros botões, talvez de versões mais recentes), verá o que foi feito no Sigil. Livro concluído!!!!

Anúncios

Sobre ser escritor

Boa noite! Hoje vim escrever um pouco sobre escrever…

Minha experiência me mostra que  quando precisamos escrever, não pode haver nada que impeça. A não ser nós mesmos.

Provavelmente a maioria dos escritores precisem de outro ofício para ganhar dinheiro imediato antes de poderem viver de seu trabalho.  O importante é nos aceitarmos como escritor e encontrar um tempo em nosso dia-a-dia para nos dedicarmos a isso.

Caso seja feita a escolha de ser escritor em tempo integral, prepare-se: poucos compreendem o ofício e o tratarão como alguém que está de férias, está disponível para atividades durante o dia ou está desempregado.  Tenha uma imagem sólida do que você é para ouvir tamanho desatino sem se deixar abalar.

Caso você seja um/a escritor/a iniciante, li um livro no início de minha trajetória que me deu algumas dicas e ajudou-me a identificar-me com o ato de escrever, além de algumas dicas técnicas. Umas foram válidas, outras, não. O saldo, entretanto, foi positivo! É um livro rápido de ser lido, entitulado “Você já Pensou em Escrever um Livro?”, de Sonia Belloto, da Ediouro.

Ao longo do tempo voltarei com mais apontamentos sobre o ato de escrever que podem ser válidos para novos escritores.

Seja para hobby, seja como vocação, se você tem vontade de escrever, não desista!

Abraço,

Camila

Fonte da imagem: http://1.bp.blogspot.com/_hhQmdOcNXEw/TCSziBIWWEI/AAAAAAAAANw/6UftVroAZCg/s400/mulher+escrevendo.jpg