B – LIVRO – “A Menina que Encontrou o Amor”

(Veja informações atuais em:

https://camilapigato.wordpress.com/2013/10/05/lancamento-do-meu-primeiro-romance/)

Este é meu segundo livro finalizado, o primeiro romance adulto.

“A Menina que Encontrou o Amor” não é mais um título da coleção de “a menina que…”, que tenho visto bastante ultimamente. Nada contra, eu na verdade adoro, mas aqui a concepção é outra. A palavra “menina”, após ser contextualizada no decorrer da narrativa, tem um tom de paradoxo para trazer o leitor à reflexão.

Esta imagem é uma produção artesanal feita por mim antes do livro ser aceito para publicação. Portanto, não corresponde à capa ou ao formato real que será vendido ao público.

A estória narra os dramas emocionais de três órfãos ricos que, aparentemente, não precisam de mais nada. Mas o dinheiro não nos livra da dor de perder a mãe, de amar alguém compromissado, de escolher entre o trabalho e o amor ou amadurecer e assumir responsabilidades, como um filho com alguém que teoricamente não se encaixa em seus padrões sociais.

Acho este livro diferente porque é uma estória, é entretenimento, mas coloco ao longo da leitura situações que façam o leitor refletir a respeito de valores do ser humano, como a razão pela qual iniciamos um relacionamento amoroso e as consequências que uma escolha errada pode trazer; uma visão otimista da morte; a dificuldade em fazer o que se sente e não somente aquilo que é esperado que se faça; e, acima de tudo, a força que pode ter um amor, quando verdadeiro…

Bastidores da Produção:

Após enviar o “Petit” para registro na Biblioteca Nacional, o que aconteceu numa sexta-feira, os planos eram na segunda seguinte continuar o romance da época da faculdade.

No domingo, véspera do recomeço do trabalho, porém, eu estava inspirada e, ao cozinhar o almoço, ouvi trechos de um filme que tinha uma babá. Peguei-o pela metade e não terminei de ouvi-lo, mas o trecho que acompanhei me fez refletir sobre o comportamento humano e desta reflexão veio idéia para uma estória.

Eu tinha o esqueleto, um resumo de uma frase. Ao longo da semana, ao fazer tarefas manuais, vinham nomes, fatos, personagens secundários, e eu percebi que precisaria novamente “encostar” o romance da faculdade e continuar este projeto.

Eu o escrevi de setembro ao final de novembro de 2009. Registrei em dezembro e no início de fevereiro deste ano dispensei o correio, indo pessoalmente entregar o manuscrito a algumas editoras.

Quando começo a escrever um livro, já tenho algumas visualizações futuras, como a capa. Claro, quando a editora aceita fazer a publicação, eles têm total liberdade para apresentar outras idéias, pois há profissionais qualificados para isso.

Enquanto eles não se manifestavam, eu tinha as minhas impressões e com a ajuda de um quadro de Monet, “La Promenade Sur La Falaise”, que eu já tinha salvo no meu computador, simulei uma possível capa. Claro que não seria com esta imagem específica, já que não tenho seus direitos autorais, mas a idéia é esta: uma mulher com roupas leves, num penhasco, olhando para o mar. E não uma foto, mas uma pintura.

Com a capa feita, eu continuei ainda visualizando o livro… Lembrei dos cadernos costurados, da cola, e decidi experimentar montar um… E não é que consegui?

Escolhi algumas pessoas a dedo para recebê-los de presente e produzi um livro artesanal, para ter o gostinho de ver meu trabalho em formato mais próximo do real.

Há no Youtube um video mostrando todo o processo. O link é http://www.youtube.com/watch?v=WUu8ChgLQAE.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s