O Vídeo

Booooom diaaaa!!!!!

É com muita satisfação que eu anuncio o lançamento do filme que mostra a produção da versão artesanal de meu romance “A Menina que Encontrou o Amor”!

Para que isso aconteça, contei com a ajuda de algumas pessoas. Gostaria de agradecer à amiga Cláudia, da TV Cidade de Taubaté, por toda paciência e ajuda nos momentos da edição, na última sexta-feira. Obrigada! 😀 Também preciso deixar público o apoio de minha irmã, que me emprestou o notebook para poder abrir o filme, pois o meu PC está bem rebelde…rs… Obrigada, Cá!

E a todos os amigos que acompanham este processo ao longo dos meses, não permitindo que eu desita. Seja por apoiar e incentivar o caminho, por ler a estória e dar sua opinião sincera; seja por não me entender e não apoiar, mesmo sempre visando meu bem. Isso fez com que eu entrasse em conflito e, uma vez  nestas condições,  pude compreender a paz que escrever me traz, permitindo que eu entendesse que é isso que eu vim fazer!

Como surgiu o filme

No começo do ano eu enviei o manuscrito a algumas editoras. Mas o processo leva meses e eu acreditava tanto que já conseguia ver o livro pronto. A capa estava desenhada em minha mente desde os primeiros dias em que escrevi a estória.

Ao longo do tempo, após ter esboçado uma capa, todo o procedimento de confecção foi me vindo à cabeça e “dominando” meus pensamentos. Adorei pensar que poderia “pegar” minha estória, então, decidi concretizar todo processo.

Mais um tempinho depois, veio à mente a idéia de produzir um filme e contar a outros escritores e ao público em geral como foi que fiz tudo isso. Não é à toa que o fundo do vídeo é a cozinha de casa… estou dando uma receita…rs…  (ok, na verdade, é devido à iluminação).

E assim, após longos meses de espera, desistência e recomeço, consegui superar minhas próprias barreiras, modificar minha própria forma de pensar e concluir este projeto.

Em breve lançarei o livro aqui no blog! A proposta é publicar pequenos trechos a serem lidos ao longo de algumas semanas. Posteriormente virei com mais detalhes!

Sobre a Estória do Livro – Nova Proposta de Literatura

Para ter mais informações sobre o enredo, entre no link à direita “Segundo Livro – A Menina que Encontrou o Amor”.

Quanto à proposta literária, percebo que minha tendência é fazer livros de entretenimento, mas não apenas isso: dentro de uma estória interessante, que prenda o leitor, dentro dos padrões comerciais, insiro reflexões e conhecimentos de conduta humana que aparecem sutilmente…

Isso faz com que pela atração da distração, do relaxamento, da ausência de esforço cerebral concentrada – como acontece quando estudamos – o leitor queira levar o livro para casa.

Não se trata apenas de saber “como as coisas acontecem”, que é o que nos impulsiona a ler a estórias. Além deste atrativo, com minhas reflexões, será possível ao leitor entender também o “porquê”…

Este romance não será apenas mais um na estante dele/a… Sem que o/a leitor/a perceba, acabará refletindo em alguns aspectos de nossas vidas como seres humanos… E isso o/a enriquecerá como pessoa. Quem sabe, num futuro, este/a leitor/a sinta-se pronto/a para pensar um pouco mais em si, ler livros de outras áreas, como filosofia, psicologia, etc…

Mas neste momento não é isso que deseja, então, meu jeito de escrever abraçará esta pessoa: aquela que sente falta de algo em sua vida e quer mudar, mas precisa de distração para que, somente com a mente limpa, possa pensar em algo mais edificante. E o tempo de cada um, só cada indivíduo pode dizer. Mas a semente para esta abertura para conhecimento maiores já está lançada na própria leitura.

Não sei se já existe algo assim. Entretanto, no Universo de romances que eu já li, nunca encontrei nada igual. Portanto, deixo esta análise para quem é profissional do ramo editorial. Por não saber, não deixarei de oferecer. Como são profissionais, é fácil para eles reconhecerem se é mesmo uma novidade ou não. Minha função é mostrar, a deles analisar…

Parto do princípio de que nem tudo o que pensamos e até mesmo concretizamos dará certo. Há razões Maiores para tudo. Mas tudo o tudo o que hoje acontece e deu certo teve que passar por este processo. Portanto, preciso tentar! 🙂

Abraços calorosos!

Camila

Anúncios

A Luta entre o Bem e o Mal

Observação: escrevi este post sábado, 20/11. Não sei a razão pela qual foi parar no rascunho, pois eu cheguei a ler seu conteúdo na página! Ok, vamos lá:

Bom diaaaaa!

Antes de mais nada, o filme com a produção artesanal do meu livro “A Menina que Encontrou o Amor” está editado, só que meu computador não reconheceu a mídia. Mesmo assim, em questão de dias será lançado. Aguardem!

Estou matando a tarefa do inglês para escrever aqui estas breves reflexões. Há alguns minutos eu tomava meu café da manhã assistindo ao desenho “Winx”. Adoro fadas! Num dado momento, as bruxas conseguiram derrotar todas elas. Então veio um anjo cheio de luz. Até aí, muito bonito. Mas ele fez o mesmo que as bruxas, só que com energia branca: ergueu seus braços e usou esta força contra as bruxas.

Acho incrível o modo como o ser humano simboliza seus arquétipos. Desde sempre há esta “luta entre o Bem e o Mal” na história da Humanidade. Mas, emocionalmente iniciantes, ainda cometemos alguns enganos na forma como expressamos o que sentimos.

Se um ser de Luz fizer o mesmo que o das trevas, apenas em nome do Bem, como uma “Guerra Santa”, por exemplo, estará enganado-se: a causa pode até ser boa, mas o ato é repreensível do mesmo modo. Guerras são guerras, discussões são discussões, agressões físicas são agressões físicas, etc… Tudo o oposto de paciência, amor, paz…

É bom saber que já temos consciência desta luta entre o Bem e o Mal, mas entender que não são dois lados opostos brigando pela hegemonia: é uma luta interna, de superação dos próprios defeitos, más tendências, preconceitos. É auto-conhecimento e auto-superação.

Um anjo de Luz poderia sim afastar o Mal. Não fazê-lo seria submeter-se a ele, e não é isso que tudo o que falei significa. Mas jamais agir como ele, nem contra ele. Pensem nisso… Quantas atitudes em nossas vidas tomamos dizendo defender uma boa causa, mas na essência são apenas revolta, raiva, intolerância, incompreensão?

Quando aprendermos a dominar o mal de dentro não apenas veremos mais beleza no mundo, mas no Mal que realmente ainda houver fora – porque cada um tem seu tempo de despertar – seremos capazes não apenas de resistir, mas ajudar…

Tenham um excelente final de semana!

Fiquem em Paz!

Abraços,

Camila

Fonte da imagem: gentemaior.blogspot.com